segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Novidade 5ª Essência :: "Memórias de uma cortesã"


Wray Delaney, acredita que existe um forte vínculo entre o mundo da imaginação da infância e o amor erótico adulto. Assim, ao misturar vários géneros – erotismo, ficção histórica, realismo mágico – a autora cria algo muito original. Um romance erótico, imoral e divertido, passado na cidade de Londres do século XVIII
Uma história forte é apresentada ao leitor, ao longo do livro, dando a conhecer a jovem Tully que chegou a ser a mulher mais desejada de Londres. Agora, todos disputam os melhores lugares para assistir à sua execução. Ela sabe que tem apenas uma hipótese de escapar à forca. Para tal, tem de conseguir contar a história da sua vida à única pessoa capaz de a salvar.
Nas catacumbas da prisão de Newgate, Tully aguarda... E escreve com a emoção de quem luta pela vida. Casada à força aos doze anos para saldar as dívidas de um pai alcoólico, consegue escapar apenas para ser despachada para o bordel mais sumptuoso da cidade, onde descobre a sua vocação como cortesã. Tully Truegood é órfã, cortesã e aprendiza de um feiticeiro. Será também assassina?

Pleno de erotismo e realismo mágico, Memórias de uma Cortesã é uma magnífica viagem ao submundo londrino do século XVIII.

Uma novidade

Novidade Saída de Emergência :: "O Duque mais perigoso de Londres"


Três duques pecaminosamente atraentes, três corações prestes a encontrar os seus parceiros. 

Toda a sociedade londrina está em suspenso com o regresso de França do escandaloso duque de Stratton. A sua reputação precede-o e sussurra-se que procura vingança pela morte do seu pai. Quando conhece Clara Cheswick, a bela e rebelde filha do homem que suspeita ser seu inimigo, o desejo complica o objetivo do duque.

Clara pode ser a mulher que deslumbra Stratton, mas ela está mais interessada em publicar o seu jornal feminino do que em ser seduzida — especialmente por um homem que dizem estar sedento de vingança. No entanto, com o seu faro para uma boa história, Clara questiona-se se ele será sincero no seu desejo de justiça. Deixar-se arrebatar pelo duque tem provavelmente desafios que não antecipa, mas quem diria que seria tão divertido ser cortejada pelo perigo?

Uma novidade

domingo, 15 de outubro de 2017

Novidade Saída de Emergência :: "Cozinhar com amor"

Mais do que uma tarefa, cozinhar é um ato de amor a pensar em si e no bem-estar da família. 


Depois de viajar pelos quatro cantos do mundo com Viagens da Comida Saudável, Daniela Ricardo está de volta para partilhar a sua energia e visão sobre a cozinha natural e consciente. E desta vez não está sozinha, mas acompanhada por amigos que partilham a sua experiência e preocupação com a alimentação e hábitos de vida saudáveis.

Fátima Lopes, Geninha Varatojo, Pedro Norton de Matos, Rute Caldeira, Luís Baião e Alexandre Gama juntam-se a Daniela Ricardo com as suas receitas e histórias para privilegiar um regime alimentar que, muito mais do
que uma dieta, é um verdadeiro estilo de vida.

Seja qual for a área em que trabalha ou as dificuldades diárias que enfrenta, o desejo de uma vida mais saudável depende apenas da sua vontade e do amor com que cozinha.

Uma novidade

Novidades Vogais Editora :: "100 Alimentos que Deve Comer"


Há milhares de dietas, das mais rígidas às mais ligeiras, e em quase todas encontrará algo em comum:
Os 100 alimentos que apresentamos neste livro.

Escrito com o objetivo de nos fazer pensar de forma diferente sobre os alimentos que compramos e consumimos, este livro está repleto de receitas e informações úteis. É ideal para todos os que queiram simplificar a forma como veem os alimentos e aprender a
incorporá-los num estilo de vida saudável.

Organizado de modo a refletir a forma como comemos — inclui um capítulo sobre «como poupar» —, este livro é incrivelmente fácil de usar.

Cada um dos 100 alimentos inclui informação detalhada sobre as suas propriedades, benefícios para a saúde, como comprar, guardar, cozinhar e, por fim, uma receita muito simples de confecionar.

Pequeno-almoço | Petiscar | Almoço para levar | Poupar no Verão | Conviver com os amigos | Comida rápida | Domingos Descontraídos | Crianças | Sobremesas | Bebidas

 Uma novidade

Novidade Esfera dos Livros :: "O Que Faz Bem e o Que Faz Mal"

Não beba leite, pois é péssimo! Beba leite, porque é um dos alimentos mais completos! Pode consumir por semana a quantidade de ovos que quiser. Atenção, não pode comer mais do que dois ovos por semana. Já se deparou com este tipo de informações contraditórias? Quantas vezes somos bombardeados com notícias sobre alimentação nas quais não sabemos se devemos ou não acreditar? 
A alimentação está em constante mudança, mas é importante que tenhamos uma fonte de informação fidedigna que nos permita fazer escolhas conscientes, acertadas e saudáveis. A nutricionista Magda Roma, tendo por base estudos científicos e a sua prática clínica, analisa os principais benefícios e desvantagens dos alimentos que consumimos. Da carne ao peixe, passando pelos vegetais e lacticínios, todos os grupos alimentares são devidamente escrutinados, porque é necessário desmistificar verdades que se consideram absolutas. O salmão é rico em ómega 3. Verdade. Mas sabe como é criado e os riscos que o seu consumo pode ter para a saúde? E as carnes brancas são realmente as mais saudáveis? E o trigo é aconselhável? Sim, caso não seja celíaco, mas o problema para todos os outros está no facto de a maioria do trigo já estar geneticamente modificado, podendo criar reações inflamatórias e/ou intolerâncias, cujos sintomas podem ser dolorosos comprometendo a sua qualidade de vida e saúde. Quais são os melhores regimes alimentares? O paleolítico, o vegetariano, o mediterrânico, outro? Não pode escolher o seu regime alimentar apenas porque está na moda ou porque ouviu dizer que é o melhor. É preciso conhecer os prós e contras e saber qual se adequa a si. Magda Roma apresenta também 55 receitas nas quais pode confiar e servir à sua família e amigos sem receio de colocar a sua saúde em risco. 

Uma novidade

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

(Auto)medicação literária AKA Opinião "Remédios Literários"


Quando o livro "Remédios Literários - Livros para salvar a sua vida de A a Z" me chegou às mãos dei comigo a pensar "Quais são as minhas maleitas? De que me queixo?". 
Incapaz de selecionar este ou aquele mal, percorri por ordem alfabética, qual buffet, os males do corpo e da mente representados no livro, numa espécie de "vamos lá ver com o que é que me identifico".
Confesso que como em todos os buffets, escolhi um bocadinho de todos e acabei com uma barrigada de sugestões de leitura.

- Canto chão de Kent Haruf
- Monte dos Vendavais
- Moby Dick
- O Preço do Sal
- Falsa Aparências
- O quarto de Jack
- Maurice
- A noiva despida
e por ai em diante...

O conceito é espectacular. Biblioterapia. Na realidade já o fazemos há imenso tempo.
Vamos ao médico de tanta coisas, porque não consultar também um médico dos livros? 
Não, os nossos livros não estão doentes. No máximo têm um pouco de pó e um ou outro bicho do papel. Já nós temos pequenos bichos que nos carcomem física e psicologicamente todos os dias. Há quem os combata homeopaticamente, quem os envenene de químicos e os outros que preferem ver se passa e não tomam nada. Eu confesso que sou daqueles que acreditam que há males, não todos, que podem verdadeiramente beneficiar de um remédio literário. Por isso, além de estudar o compêndio biblioterapeutico de Ellen e Susan, as duas metades do Efeito vão consultar um especialista esta semana e quem sabe possamos medicar as nossas e as vossas maleitas. Sim, porque quem é que nunca se automedicou ou passou a sua sabedoria médica ao próximo? 
Eu automedico-me com os romances loucos dos outros, purgo a alma com lágrimas pelos dramas desta ou daquela personagem e viajo pelo mundo enquanto estou presa numa carruagem apinhada de gente.
Para os bons e os maus momentos, LER É O MELHOR REMÉDIO!


Nota: tiro umas quantas sugestões práticas deste livro. Vou passar a ter um registo de leitura ao qual pretendo chamar Diário da Honestidade Literária. Cada livro terá uma entrada, um resumo para mim mesma, repleto de spoilers e lembretes sobre a leitura. Creio que nunca mais vou ficar na dúvida sobre um ou outro detalhe quando pegar num livro que tem continuação.

Mais informações no site QUETZAL 

Novidade Editorial Presença :: "O Fabricante de Bonecas de Cracóvia"

O poder do amor e do instinto de sobrevivência, vivido de um modo fantasioso, até nos tempos mais sombrios

UMA ALUSÃO A ACONTECIMENTOS REAIS OCORRIDOS NA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL


Há guerra.

Há dor.

Mas há magia e há esperança.

Cracóvia, Polónia, 1939.

Por magia, uma boneca chamada Karolina adquire vida numa loja de brinquedos e torna -se amiga do amável e discreto fabricante de bonecas, que é também o proprietário da loja.
Quando a ocupação nazi se abate sobre a cidade, Karolina e o Fabricante de Bonecas têm de recorrer à magia para salvar, custe o que custar, os seus amigos judeus dos perigos iminentes que pairam sobre eles.
Reunindo uma atmosfera de magia, história, tradições e cultura local, esta impressionante narrativa fala -nos sobre como encontrar esperança e amizade nos lugares mais tenebrosos.

Uma novidade

Novidade Saída de Emergência :: "Magia de Vidro"

A deliciosa sequela de Magia de Papel, de Charlie N. Holmberg, Magia de Vidro encantará os leitores de todas as idades.


Três meses depois de ter devolvido o coração do Mago Emery Thane ao seu corpo, Ceony Twill está a caminho de se tornar uma Dobradora. 
Infelizmente, nem todos os pensamentos de Ceony se têm concentrado na magia do papel. 
Embora exista a possibilidade de romance com Emery, Ceony ainda não quebrou a barreira professor/estudante, apesar da crescente proximidade entre os dois. 

Uma novidade

Novidade Topseller#Bliss :: "O Rapaz Que Contava Histórias"

As histórias não podem ser aprisionadas.

Subhi é um rapaz cheio de sonhos. Desde que nasceu, vive com a mãe e a irmã num campo de detenção permanente de refugiados. Nunca conheceu nada para lá das cercas e das tendas de lona, mas a sua imaginação não tem limites.

Todas as noites, Subhi ouve o longínquo canto das baleias e escuta o que os pássaros vêm sussurrar-lhe ao ouvido. As histórias que ouve, que lê e que conta tornam-se o centro da sua vida.

Até que, um dia, Subhi conhece Jimmie, uma menina que vive do lado de lá da cerca de arame. Ela traz consigo um caderno escrito pela sua mãe, já falecida. Mas Jimmie não conhece as letras e é Subhi que lhe lê as histórias daquele livro tão especial e mágico. Cada conto dá lugar a uma revelação. Cada revelação dá lugar a novas histórias contadas dos dois lados da cerca. Pelo caminho, uma amizade profunda vai crescendo, trazendo consigo o conforto e a coragem de que Subhi e Jimmie vão precisar até conquistarem, finalmente, a liberdade.

Nomeado em 2017 para o Carnegie Medal e o Guardian Children's Fiction Prize.

Uma novidade

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Novidade Elsinore :: "Um de nós dorme"

«A paisagem toda, nua, indiferente. Vem agora a sensação de que me fazes falta, mas de não ter ninguém a fazer-me falta.»


Num permanente diálogo interior, a narradora de Um de Nós Dorme, rodeada por um manto branco de neve, ultrapassa barreiras temporais e torna-se, simultaneamente, uma jovem com o seu amante e uma viúva a lutar contra o fantasma da solidão e da saudade. A natureza em redor infiltra-se nas imagens de uma vida apaixonada, conduzindo o narrador e o leitor num percurso em que o espectro da perda futura, premissa injusta da própria existência do homem, terá de ser confrontado.

Romance que celebra a literatura e a beleza – na arte, na natureza –, é também uma reflexão emotiva e poética sobre o amor, a morte e a solidão.

Uma novidade

Novidade Alfaguara :: "Morreria por ti e outras histórias esquecidas"


Morreria por ti é um acontecimento literário: reúne dezoito textos inéditos - até agora, perdidos ou esquecidos - do grande F. Scott Fitzgerald, autor do clássico incontornável O grande Gatsby. 
Com a beleza e a genialidade que lhe são características, Fitzgerald explora temas familiares com uma frescura surpreendente. 
Constitui ainda um olhar revelador e íntimo sobre o processo criativo de um escritor que trabalhava na vanguarda da literatura moderna.

Uma novidade

Novidade Topseller :: "O Conde"


Emily Vale é uma escritora em ascensão ao abrigo do seu pseudónimo, Lady Justiça. E a sua escrita incendiária está a deixar Colin Gray furioso. Para além de Conde de Egremoor, Colin é também Peregrino, o líder do secreto Clube do Falcão, que se dedica, entre outras atividades, a encontrar pessoas desaparecidas. As exigências constantes de Lady Justiça pelos mais pobres e as suas intromissões na política do reino, pondo em causa tanto a nobreza como o Clube, fazem com que Colin a considere sua némesis.

Está decidido a desmascará-la.

O que Colin não sabe é que por detrás de Lady Justiça está uma amiga de infância, a quem salvou a vida quando eram crianças.
Emily, por sua vez, também desconhece o papel de Colin como Peregrino.
Quando a sua irmã desaparece, Lady Justiça vê-se obrigada a recorrer ao Clube do Falcão e a Peregrino. Quando se encontram, Emily fica chocada ao descobrir a verdade, mas consegue proteger a sua própria identidade com um véu.

Conseguirá Emily proteger o seu segredo do rapaz que tanto adorava?
Será ela capaz de aceitar a ajuda do homem que ele se tornou, símbolo de tudo o que ela detesta? E, no meio de tanto conflito, poderá o amor florescer? 

Uma novidade

Relembro a opinião ao primeiro livro "O Espadachim"

Guia de Tratamento | Paciente: Metade Negra


«Remédios Literários, Livros para salvar a sua vida - de A a Z»
de
Ella Berthoud & Susan Elderkin | Edições Quetzal 

*
Paciente: respondo pelo nome de Metade Negra, tenho 35 anos e várias patologias.
Sintomas
- Diagnostico em mim crises diversas e variadas; teimosia agravada e solidão cristalizada;
- entre outras coisitas físicas mais simples, como dificuldade em fechar a boca ou síndrome de cão da pradaria...

Após uma leitura atenta, divertida e considerando conselhos e avisos das autoras, estou prepara para emitir a Guia de Tratamento e a posologia adequada perante as diversas crises diagnosticadas.

A forma como o diagnóstico se vai construindo a ele próprio, é brilhante, ou seja, este livro é a prova de que um mal nunca vem só e à medida que procuramos por uma maleita encontramos logo outra associada que facilmente reconhecemos como mais uma na nossa lista.

Por isso aqui fica o enumerado de maleitas e respectiva prescrição.

- Prisão de Ventre e Flatulência - para soltar notícias das suas entranhas, as autores prometem que «Shantaram» de Gregory David Roberts fará milagres, tais são as descrições. Aliás, a barrigada de riso que é a entrada neste livro sobre esse outro livro, é divinal e só por si já melhora os movimentos intestinais. No caso concreto da flatulência, estou muito satisfeita com a medicação, aliás, já a testei, é o livro «Uma conspiração de estúpidos», um livro fabuloso de John Kennedy Toole. 

Associado a estas quezílias do corpo com ele mesmo, o livro diagnostica também irritabilidade (confirmo!), gula (culpada!), rabugide e letargia... tudo sintomas várias vezes experimentados, logo para tratar a irritabilidade a proposta é: «O navio-farol de Blackwater» de Colm Tóibín; para superar a rabugide, que as autoras avisam ser contagiosa e eu não quero contagiar ninguém, que não quero ninguém igual a mim, a sugestão é: «A Ilha do Doutor Moreau» de H. G. Wells - que pela descrição deste livro de remédios me parece ir encaixar que nem uma luva. 

Para acabar com a Gula, essa inimiga eterna, as autores sugerem «A divida do prazer» de John Lanchester que tem uma sinopse bem suculenta. E ainda para o combate à letargia, um livro que promete alimentar o bichinho carapinteiro, que eu ás vezes também preciso controlar, por isso ficam ambas as sugestões: «O céu que nos protege» de Paul Bowles e "Ulisses" de Homero, respectivamente.

Associado ao desejo de andar de um lado pro outro, há duas patologias distintas, uma é o desejo de abandonar o barco e outra é o de viajar, para o qual, Ellen e Susan, alertam para o seguinte: não vá você tornar-se numa dessa pedras que não criam musgo. A ideia é maravilhosa, mas como por enquanto não me importa de ser um seixo rolante, iria bem até ao Japão e para tal viagem é recomendado tomar uma dose de Yasunari Kawabata com o seu «Terra de Neve». 
Daqui, fico ainda com a referência à série de John Updike com início em «Corre Coelho», na qual estive para pagar neste final de Verão, mas faltava precisamente este primeiro livro. Agora já tenho mais um motivo.

Para as noites de insónia, que não é bem assim que elas o referem, fica o curioso título, «A Casa do Sono» de Jonatham Coe, que eu tenho na estante há tanto tempo. A ver se lhe pego.

Tal como a insónia quem é que, de vez em quando, não se sente insatisfeito ou com saudades de algo!?
Para combater a Insatisfação: «Bairro de lata» de Steinbeck e para as Saudades um livro ternurento, misterioso e suave, «Seda» de Alessandro Baricco.

Típico de gaja são as dores associadas àquela altura chata e tenebrosa do mês, para esses dias algumas das recomendações eu já li, por isso escolho, pelo título «A Tenda Vermelha» de Anita Diamant, livro o qual não deverá ser fácil de encontrar, por isso, outra sugestão é o «Até ao fim do mundo» de Maria Sample, que eu, gentilmente, sugerir à rede de bibliotecas e eles adquiriram. 

Nessa altura do mês outra coisa que me afecta são as dores, umas mais gerais que outras e logo aqui eu já tomei deste remédio: «Acasalamento» de Norman Rush 
A outra sugestão é um livro que me persegue «A história de Edgar Sawtele» de David Wroblewski

Para quem como eu, pode, sabe-se lá, não arriscar o suficiente, o remédio é português e é do meu ano, 1982... tantas coincidências. A prescrição é «Balada da praia dos cães» de José Cardoso Pires.

O mais patológico talvez sejam dois:
- em busca da felicidade - o remédio é ler «Fahrenheit 451» de Ray Bradbury;
- não ter filhos (e continuar a não tê-los) as autoras recomendam: "She" de H. Rider Haggard que pela sinopse não me convence e pergunto-me se depois de "Temos de falar sobre Kevin" é preciso mais discussões!?

Para terminar a lista de medicamentos, faltam três:

- para tratar a patologia de DIY, "faça você mesmo", um livro e um pedido de atenção para não martelar dedos - «A ilha de Caribau» de David Vann

- para se iniciar à ficção científica - como se não lê-la fosse um mal maior, mas ok, pelas sugestões apresentadas eu até considerei: «1984» e «Nunca me deixes» no novo Nobel da Literatura

E a cereja no topo do bolo, um dos meus livros de sempre e recomendados para quem tem mais de 100, exacto, cem anos ;) o «DRACULA» pois claro. Não sei o que dirá de mim ter como favorito um dos livros recomendados para pessoas com mais de 100 anos. E atenção, na lista existem outros que eu já li, como o hilariante, «O centenário que fugiu pela janela e desapareceu". Li o livro e vi o filme, dose dupla, sou um fóssil. 


Se estes remédios não forem suficientes há uma lista de livros só porque a malta já passou dos 30, mas ainda não entrou nos 40, aqui ficam:

- «A inquilina de Wildfell Hall» de Anne Brontë
- «Middlesex» de Jeffrey Eugenides
- «O sol nasce sempre (hiesta)» de Ernest Hemingway
- «Anna Karénina» de Lev Tolstoi
- «Servidão Humana» de W. Somerset Maugham
- «2666» de Roberto Bolaño
- «A sorte de Jim» de Kingsley Amis
- «Orgulho e Preconceito» de Jane Austen
- «Mau tempo no canal» de Vitorino Nemésio (Já tentei e desisti, se calhar foi antes dos 30)


Ah, já me esquecia. Hoje o meu sobrinho disse-me, como já me disse muitas vezes: "Tia, és estranha."
Não quero deixar de ser estranha, mas aceito o remédio para a estranheza: «Oscar e Lucinda» de Peter Carey



Peguem neste livro e passem umas horas bem divertida a fazer a vossa prescrição




Novidade Editorial Planeta :: "A Filha da Floresta"


A Filha da Floresta é o primeiro livro da trilogia original de Sevenwaters, que catapultou Juliet Marillier para a fama, uma das autoras de Fantasia mais aclamada a nível mundial e que já venceu 14 prémios literários. 
Baseado no conto de fadas dos irmãos Grimm Os Seis Cisnes, além dos clássicos elementos das fábulas, o romance descreve uma história de coragem que surge das perdas, e de vidas alteradas para sempre.

Uma novidade

Novidade Suma de Letras :: "Não Digas Nada"


Um romance intenso que explora o lado mais obscuro do Mal, pondo a nu as fragilidades da natureza humana perante a ameaça da perda mais dolorosa. 

«Alarmantemente plausível e consistentemente admirável.» 
Sunday Times

Uma novidade

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Novidade Topseller :: "Como parar o tempo"

«Tal como basta apenas um instante para se morrer, também basta apenas um instante para se viver. Fecha-se simplesmente os olhos e deixa-se que todos os receios fúteis se esvaiam.» 


O meu nome é Tom Hazard. Pareço ter 40 anos, mas não se deixe iludir? sou muito mais velho do que isso. Séculos mais velho. E este é o meu perigoso segredo. Fui contemporâneo de Shakespeare, vivi em Paris nos loucos anos 20, cruzei os mares de uma  ponta a outra. Eternamente a fugir do meu passado e à procura daquilo que me foi roubado. Mas sem identidade ou raízes, a vida eterna pode tornar-se um vazio.

Numa tentativa de voltar à normalidade, arranjei trabalho como professor de História. (Quem melhor para relatar o passado do que alguém que o viveu realmente?) Talvez desta forma consiga perder o medo de viver. A única regra para pessoas como eu é nunca se apaixonarem.
Infelizmente, descobri isto tarde demais.

Escrito com alma e coração, Como Parar o Tempo celebra aquilo que nos torna humanos e ensina-nos uma verdade universal: a vida deve ser vivida sem medos.

Uma novidade

«as coisas que perdemos no fogo» de Mariana Enriquez :: Opinião


"Vi-a quando estava prestes a atravessar a avenida. Estava no meio de um monte de lixo, abandonada sobre as raízes de uma árvore. (...) 
Peguei nela com as duas mãos, para não a desmontar. A caveira não tinha mandíbula nem dentes (...)
(...)
Comprei à Vera umas luzes decorativas, dessas que servem para enfeitar árvores de Natal. Não podia continuar a vê-la sem olhos, ou melhor dizendo, com os olhos mortos,e, por isso, decidi que dentro das órbitas vazias brilhariam luzinhas. Como são coloridas, vão mudando, e um dia a Vera terá olhos vermelhos, noutro dia serão verdes, e ainda outro, azuis."

Se já se riu, não se habitue. 
Se por acaso se espantou, não se renda.
Se só se arrepiou, aviso desde já que se arrepiará mais e repetidamente. 

Mariana Enriquez especializou-se na arte de bem combinar palavras para arrepiar o leitor, mas mesmo assim ser capaz de o viciar no macabro e no sórdido que, conto a conto, o vai envenenando para perder a fé nas pessoas.

O excerto pertence ao conto "Nada de carne sobre nós", que foi o primeiro e talvez o único a fazer-me rir, no entanto, todos os outros contos traçam histórias macabras e de um horror e bizarria bem mais malévolos que este. Ainda assim, Enriquez é capaz de satirizar e dar um tom humorístico ao que escreve, o que revela e eleva ainda mais a violência e o diabólico de cada acontecimento. 

Em "Fim de Ano", por exemplo, vamos seguindo aqueles dias de aulas quase como se estivéssemos na sala, assistindo, pacíficos, aliás, como toda a turma e, sentimo-nos a pertencer a um grupo de sanguessuga que espera, avidamente, mais sangue e drama ... E como se não bastasse uma, no final, somos varridos por duas adolescentes que sofrem da mesma patologia e com uma só frase a autora é capaz de nos derrubar. 

Derrubar-nos com os finais acontece em vários contos, quase como se nada preparasse o leitor para aquele embate, mas pior embate é ouvir a autora, com quem estive, estivemos, à conversa na Feira do Livro de Lisboa deste ano, e ouvi-la dizer que esta é uma Buenos Aires que existe e nem tão assim escondida, o que nos arrepia, seja com o primeiro conto ou com o último, que, se pensarmos bem são tudo formas medonhas de morrer e seguir vivendo.

"Quando o sol caiu, a mulher eleita dirigiu-se para o fogo. Lentamente. Silvina pensou que a rapariga se ia arrepender, porque estava a chorar. Tinha escolhido uma canção para a sua cerimónia (...). A mulher entrou no fogo como quem entra numa piscina, atirou-se, num mergulho convito: não havia dúvida que o fazia de livre vontade. (...)"

*
Um livro QUETZAL

Novidade CAMINHO :: "Quando as girafas baixam o pescoço"


A mulher gorda gosta de comprar jacintos, o desempregado sonha com um prato de goulash e há duas irmãs que andam a costurar linhas complicadas entre elas. De vez em quando, nos intervalos dos barulhos da cidade, ouve-se pelas paredes uma música de Brel, rosas a crescer ou um programa sobre a vida animal – como é que a cabeça das girafas não rebenta se está tão longe do coração? Em comum, entre os pés que fazem barulho em cima da cabeça e os pés que incomodam quem está em baixo, só a gaiola de cimento onde se tentam arrumar as vidinhas e, ainda assim, aquela vontade de ser pássaro.

Sandro William Junqueira continua a construir, agora em altura, um território literário de desconfortos e pulsões que estava ainda por cartografar, e volta à ficção com um livro feito de penas e betão.

Uma novidade

Novidade Edições ASA :: "Irmãs de Sangue"


Quénia, 1957. Durante a infância, três meninas de meios sociais muito diferentes tornam-se irmãs de sangue: a irlandesa Sara Mackay, a africânder Hanna van der Beer e a britânica Camilla Broughton Smith juram que nada nem ninguém quebrará o laço que as une. Mas o que o futuro lhes reserva vai pôr à prova os seus sonhos e certezas.
Separadas pela distância e pelas obrigações familiares, as três jovens são atiradas para um mundo de interesses em conflito. Camilla alcança o sucesso como modelo na animada Londres da década de 1960; Sarah Mackay é enviada para a universidade na sua Irlanda natal, uma experiência penosa que apenas fortalece a sua determinação de voltar para África; e a família de Hannah Van der Beer esforça-se para manter a fazenda que os seus antepassados africânderes erigiram na viragem do século. Os seus laços serão constantemente postos à prova e, a par do exotismo de África, a sua amizade será pano de fundo para interesses amorosos cruzados e promessas quebradas.

Uma reedição ASA

Novidade Editorial Presença :: "Desapareceram"

Um thriller de suspense sobre a luta desesperada de uma mãe para encontrar os seus filhos...


Audra anseia chegar à Califórnia.
Finalmente arranjou coragem para fugir do marido que a maltrata, podendo assim proporcionar a si e aos seus dois filhos um novo começo. Juntamente com Sean e Louise, atravessa o país, por estradas secundárias, discretamente e com toda a cautela para não chamar a atenção.
Quando um inquietante xerife a manda parar em pleno deserto do Arizona, Audra faz tudo para se manter calma e esconder o nervosismo. Tem mesmo de o fazer. Mas, ao revistar a carrinha de Audra, o xerife tira da bagageira um saco com marijuana que ela nunca tinha visto e o seu estado de nervos transforma -se em pânico. Ela julga que aconteceu o pior.
Mas está enganada. O pior ainda está para vir.

Com um ritmo de tirar o fôlego e de um suspense implacável, Desapareceram... é um thriller perfeito sobre a luta de uma mulher contra o mal inimaginável para salvar o que há de mais importante na sua vida. Chocante até à última página.


Uma novidade

Novidade Topseller :: "Noite Cega"


Na pequena aldeia islandesa de Siglufjördur, o jovem polícia Ari Thór Arason procura refúgio do seu passado e dos horrores que nele se escondem. Apesar do isolamento da aldeia, acessível apenas por um pequeno túnel nas montanhas, mantém uma relação difícil com os aldeões, que o acham estranho. Exausto, e com a sua vida privada a intrometer-se no trabalho, Ari Thór mete baixa.

Com Ari Thór ausente, o polícia que o substitui, e seu único colega, é assassinado à queima-roupa, a meio da noite, numa casa deserta. Cabe agora a Ari Thór deslindar um caso que rapidamente se torna muito mais complicado do que parecia: a comunidade fecha-se, a política local dificulta tudo, e o novo presidente da Câmara envolve-se no caso muito além da sua função.

A investigação vai levar Ari Thór até bem longe da aldeia. O que terá a ala psiquiátrica de um hospital em Reiquiavique a ver com este crime? O que será que todos em Siglufjördur estão a tentar esconder? E conseguirá Ari Thór aguentar uma investigação tão exigente?

Uma novidade

Novidade Elsinore :: "Um dos Nossos"

«Parece que era a tempestade que nos estava a caçar.»


E depois de nos mudarmos para o Novo México, ele falava disto sempre que alguma coisa resultava e, também, quando não resultava.
Depois de um divórcio difícil e amargo, a guerra foi, finalmente, ganha e os filhos entregues à guarda do pai. Assim, o pai e os dois rapazes, um com doze anos, o outro um pouco mais velho, partem do Kansas em direção ao Novo México, com a esperança de recomeçar uma nova vida em conjunto: só os três, unidos por uma profunda lealdade.
Entretanto, os rapazes vão para a escola, jogam basquetebol, fazem amigos. O pai, por seu turno, fica em casa a fumar charutos baratos. Com o passar do tempo, aquilo que era apenas um comportamento excêntrico ? o olhar fixo e vazio, os barulhos noturnos, a visita de figuras de natureza duvidosa ? torna-se uma espiral violenta e errática que arrasta os dois rapazes para uma realidade feita de drogas, medo e solidão.

Oscilando entre a claustrofobia de uma família em ruínas e as falsas promessas de uma vida normal, Um dos Nossos é uma estreia literária brilhante e aclamada, «um retrato pungente e trágico tanto das alegrias como das limitações do amor», um livro que revela a face brutal do crescimento e da perda da inocência.

Uma novidade

Novidade Alfaguara :: "O teu rosto amanhã (II)"


O segundo volume da obra-prima de Javier Marías um dos autores de língua espanhola mais consagrados e lidos em todo o mundo, já distinguido com mais de vinte prémios internacionais e apontado como um forte candidato ao Premio Nobel de Literatura.

Em Dança e sonho Marías deslumbra-nos uma vez mais com a sua prosa inquietante e leva-nos a meditar sobre a natureza humana. 
Uma trama inteligentemente urdida, um mistério cirurgicamente manipulado, uma narrativa fascinante que é também um convite a olhar para dentro de nós.


Uma novidade

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Novidade Topseller :: "Sinais de Vida"

Para sobreviver a um assassino, é preciso ter um instinto assassino.


Há dez anos, Quincy Carpenter, uma estudante universitária, foi a única sobrevivente de uma terrível chacina numa cabana onde passava o fim de semana com amigos. A partir desse momento, começou a fazer parte de um grupo ao qual ninguém queria pertencer: as Últimas Vítimas.

Desse grupo fazem também parte Lisa Milner, que perdeu nove amigas esfaqueadas na residência universitária onde vivia, e Samantha Boyd, que enfrentou um assassino no hotel onde trabalhava. As três raparigas foram as únicas sobreviventes de três hediondos massacres e sempre se mantiveram  afastadas, procurando superar os seus traumas. Mas, quando Lisa aparece morta na banheira de sua casa, Samantha procura  Quincy e força-a a reviver o passado, que até ali permanecera recalcado.

Quincy percebe, então, que se quiser saber o verdadeiro motivo por que Samantha a procurou e, ao mesmo tempo, afastar a polícia e os jornalistas que não a deixam em paz, terá de se lembrar do que aconteceu na cabana, naquela noite traumática.
Mas recuperar a memória pode revelar muito mais do que ela gostaria.

Uma novidade

Novidade Gradiva :: "Sinal de Vida"


Um observatório astronómico capta uma estranha emissão vinda do espaço na frequência dos 1,42 megahertz. Um sinal de vida. O governo americano e a ONU são imediatamente informados.

Um objeto dirige-se à Terra. 

A NASA prepara com urgência uma missão espacial internacional para ir ao encontro da nave desconhecida. Tomás Noronha, o maior criptanalista do mundo, é recrutado para a equipa de astronautas. 

Começa assim a mais invulgar aventura do grande herói das letras portuguesas modernas, uma história de cortar a respiração que nos leva ao coração do maior mistério do universo. Será a vida um acidente ou resultará de um desígnio? Estaremos sós ou seremos um entre milhões de mundos habitados? 

A existência é um acaso ou tem um propósito? 

Sinal de Vida traz-nos José Rodrigues dos Santos, o escritor favorito dos portugueses, no apogeu das suas extraordinárias capacidades narrativas. Um romance empolgante que, pelo fio de uma intriga intensa e absorvente, nos interpela sobre a vida, o seu objetivo e o nosso lugar no universo.

Uma novidade